Pesquisar
Close this search box.

Como motivar colaboradores da área condominial através da psicologia

O sucesso de um síndico e de toda gestão têm a participação de uma equipe, a qual necessita de acompanhamento constante sobre o nível de satisfação com as funções desempenhadas e o que poderá ser ajustado sem prejuízos para nenhuma das partes, tanto colaborador como condomínio.

É notório que há no ramo condominial grande rotatividade das pessoas envolvidas nas funções, onde a pressão é constante e o contato com diversas pessoas onde cada uma pensa de uma forma e possuem comportamentos distintos, pode gerar a insatisfação. Apesar da desmotivação de funcionários do condomínio ser uma situação rotineira, as pessoas envolvidas na gestão podem nem saber por onde começar ou adotar medidas eficientes e que trará soluções.

Os funcionários do seu condomínio parecem desmotivados para você? Se não parou para pensar no assunto, talvez as seguintes situações sejam indicadores de que sua equipe não está feliz.

Estagnação: os profissionais não procuram se aprimorar em suas funções;

Improdutividade e ineficiência: eles cometem erros contínuos e em alguns casos, não respeitam os procedimentos de segurança estabelecidos no condomínio.

Antipáticos: por vezes, atendem os condôminos com grosseria, gerando reclamações para você.

Se você se identificou com algum dos tópicos acima, deve estar se perguntando qual é o caminho correto para resolução desse problema, certo?

Eu tenho certeza que a primeira solução que lhe surge nesse momento pode ser a demissão deste funcionário desmotivado por não estar cumprindo com suas obrigações.

Apesar de parecer lógico, esta não é a melhor ideia, pois o ciclo de insatisfação poderá continuar e quanto maior o número de rotatividade dos profissionais, maior os riscos em que os empreendimentos também são expostos.

Então, como motivar os funcionários do condomínio?

A famosa hierarquia de necessidades de Maslow, proposta pelo psicólogo americano Abraham H. Maslow, baseia-se na idéia de que cada ser humano esforça-se muito para satisfazer suas necessidades pessoais e profissionais. É um esquema que apresenta uma divisão hierárquica em que as necessidades consideradas de nível mais baixo devem ser satisfeitas antes das necessidades de nível mais alto. Segundo esta teoria, cada indivíduo tem de realizar uma “escalada” hierárquica de necessidades para atingir a sua plena auto-realização.

Ao criar um ambiente que possa suprir essas necessidades, o funcionário do condomínio se sentirá motivado e isso influenciará seu desempenho.

Por isso, seguindo o passo a passo das técnicas de psicologia, pode-se extrair o melhor da sua equipe implementando e até mesmo mostrar as pessoas que auxiliarão na efetiva execução das providências a serem tomadas.

1 – Necessidades Biológicas: O Funcionário do Condomínio precisa do básico para trabalhar!

As necessidades biológicas da Pirâmide de Maslow são os requisitos básicos para garantir a sobrevivência de alguém, tal como comer, dormir, respirar ou ter abrigo.

A verdade é que caso essas necessidades não sejam atendidas, o indivíduo não quer nem saber dos próximos níveis da pirâmide.

Parece desnecessário dizer que um trabalho não deve ir além da capacidade física do profissional certo?

Mesmo assim ainda vemos por aí:

  • Porteiros cuja jornada de trabalho é exaustiva e cheia de horas extras.
  • Assistentes de serviços gerais cuidando sozinhos de áreas muito maiores do que podem lidar.
  • Acúmulo de funções; zeladores que são porteiros ou folguistas, porteiros que varrem o hall do condomínio.

A infraestrutura fornecida para exercício da função dos profissionais de condomínio também está relacionada às suas necessidades fisiológicas.

Sua equipe possui um ambiente para refeições?

As cabines e áreas fechadas são devidamente refrigeradas?

Os profissionais têm acesso fácil a banheiros?

2 – Necessidades de Segurança: Mostre aos funcionários que o condomínio pode protegê-los

Esse nível da pirâmide engloba a sensação de proteção e garantia de soluções em situações que não dependem apenas do indivíduo.

Para começar, os salários e demais obrigações são pagas em dia de forma rigorosa? Os profissionais, assim como você, têm contas com suas respectivas datas de vencimento e estão preparados para quitá-las de acordo com a data de recebimento.

Atrasos no salário causam a sensação de insegurança.

3 – Necessidades Sociais: Faça com que os funcionários do condomínio se sintam parte de algo

Esse nível da pirâmide está relacionado às relações sociais que o profissional do condomínio cria em seu ambiente de trabalho.

O fato de existir um relacionamento positivo construído entre o profissional e o resto de sua equipe e com os condôminos provoca a sensação de pertencimento ao local.

Vamos lá, você enxerga o porteiro do seu condomínio como uma pessoa de confiança ou apenas como um funcionário?

  • Estimule os moradores a cumprimentarem os colaboradores, serem gentis e cordiais;
  • Esses profissionais podem sugerir dicas valiosas nas soluções dos problemas, portanto “ouvi-los” além de auxiliar na sua satisfação, ajudará na gestão;
  • Integração entre os profissionaisque trabalham em seu condomínio;
  • Confraternizações entre os profissionais em datas comemorativas ou aniversário;
  • Confraternização fora do ambiente de trabalho que ajuda a criar laços entre os funcionários;
  • Abra um canal de comunicação com os funcionários, seja um e mail específico ou um grupo no Whatsapp. Deixe que opinem, mostre que eles têm voz e que serão escutados.Estimule todos a darem feedbacks.

Logo, deve criar uma cultura forte entre sua equipe. Eles não são apenas funcionários, eles são um time que juntos, ajudam a garantir o bom funcionamento do condomínio.

4. Necessidades de Auto Estima: Faça com que os funcionários se sintam valorizados!

Está relacionada ao quão bem o indivíduo se sente com ele mesmo devido ao reconhecimento de um bom trabalho, não apenas financeiramente como também profissionalmente.

É essencial que você dê feedback sobre o trabalho do profissional do condomínio.

Quando um colaborador comete um erro você deve mostrá-lo que o mesmo deve ser corrigido e isso, todo mundo faz.

O que não é tão comum são os elogios.

Bom, você deve estar pensando: “Mas ele não faz mais do que sua obrigação, certo? Ele está fazendo um bom trabalho e eu não preciso repetir isso o tempo todo.

Errado.

Quando um profissional tem um bom desempenho, você deve reconhecer e verbalizar que isto é uma conquista.

Isso o deixará cada vez mais motivado a prestar um serviço excelente.

5. Necessidades de Autorrealização: Contribua com o crescimento profissional dos funcionários do condomínio.

Bom, chegamos ao topo da pirâmide: a necessidade da realização profissional.

Nesse nível, o profissional quer crescer; ser uma peça fundamental na transformação do ambiente onde trabalha e possuir a expertise para se tornar indispensável em qualquer outro lugar.

Contribua para o aprendizado do seu colaborador.

Ofereça treinamentos, cursos e palestras que agreguem conhecimento profissional e possam abrir portas para seu crescimento, tanto no condomínio onde trabalha como em outros lugares.

Portanto, quanto mais abrangente atingir os 5 níveis das necessidade da Pirâmide de Maslow, maiores as possibilidades de se conseguir efetivamente grandes resultados!

Compartilhar:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Novidades:

Posts Relacionados