Pesquisar
Close this search box.

Nas férias, aumenta procura por equipamentos de monitoramento eletrônico

Tempo de férias é uma época favorável aos momentos de lazer, passeios e diversão. No entanto, é o período do ano em que os imóveis ficam mais desocupados – e, infelizmente, mais sujeitos às invasões. E os números gerais da violência no Ceará não deixam o cidadão comum muito tranquilo: de acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Estado, entre janeiro e outubro deste ano foram registrados mais de 46.700 furtos. Trata-se de um ano mais violento do que 2021, quando ocorreram, ao longo dos 12 meses, 44 mil furtos.

Para diminuir a probabilidade de ocorrências, os sistemas eletrônicos de monitoramento – com câmeras e alarmes – são os meios mais utilizados. De acordo com as empresas de segurança, nos meses finais e iniciais do ano aumenta a procura por esses equipamentos. A proporção é de 60% por empresas e 40% por consumidores residenciais de acordo com empresas de segurança.

“Os sistemas de monitoramento funcionam através de câmeras ou de alarmes . Seja como for, é enviada uma viatura disponível para verificar qualquer ocorrência”, descreve Antonio Camilo de Oliveira Neto, gerente comercial da Servis Tecnologia em Segurança. “A prevenção às invasões começa pelos sensores ativos que é uma barreira física eficiente, que evita uma invasão. Já o monitoramento é muito eficiente para a parte externa e também para as áreas internas. E o alarme ajuda muito, pois indica que tem alguém intruso no local”, reforça o especialista.

Tecnologia

Os equipamentos de monitoramento estão cada vez mais avançados, e podem ser acionados via aplicativos de celular, pela internet. “A gente visualiza de forma online as câmeras do cliente, para saber se é uma intrusão real ou um disparo falso, como a entrada de um animal, por exemplo um pássaro ou algo semelhante”, descreve Antonio Camilo de Oliveira Neto. “Da mesma forma, o cliente pode monitorar o que acontece na sua residência ou empresa por meio de aplicativo do celular, 24 horas por dia, de onde ele estiver”, ressalta.

O avanço tecnológico também permite uma maior flexibilidade por parte dos consumidores, que podem adquirir em definitivo os equipamentos ou alugá-los por determinado período. “O cliente pode comodatar os equipamentos de alarme, e as câmeras, pagando pelo serviço mensalmente, ou pode comprar o produto”, descreve Antonio Camilo de Oliveira Neto. “Em qualquer dos casos, o ideal é que ele contrate uma empresa de monitoramento especializada e com boa estrutura para fazer todo o trabalho de segurança”, orienta o especialista em monitoramento eletrônico.

Compartilhar:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Novidades:

Posts Relacionados